Nobel da discórdia

O prêmio Nobel da literatura este ano foi para o francês Jean-Marie Gustave Le Clezio. Mas os franceses não receberam a notícia, assim, com tanta vibração. disse o Le Monde, por exemplo, que a obra de Clezio não estava à altura de uma nação que tivera um Proust, um Balzac, Simone de Beauvoir, Sartre... Que a literatura de Celzio era bem medíocre, entre outras. Mais ou menos o que alguns diriam por aqui se o campeão de vendas de livros no Brasil Paulo Coelho um dia fosse laureado com o Nobel - não que eu o leia (nunca li um livro sequer de Paulo Coelho para julgá-lo), mas justiça seja feita: ele desperta em muita gente o desejo pela leitura, o que já é bom por si. E em qualquer boa livraria das metrópoles mundiais, lá está uma obra de Coelho, traduzida no idioma local!

Postar um comentário

2 Comentários

Patrick Nasser disse…
legal....seus pots são muito bons.....continue assim!!!
Patrick Nasser disse…
post muito legal........seu blog é 10 Edi....continue assim!!!